Toyota desenvolve robô

humanoide T-HR3

Lançado pela Toyota em 2017, o T-HR3 é um robô humanoide capaz de movimentos flexíveis que espelham as ações do seu operador humano remoto e de partilhar a força exercida, pelo robô, e no robô, através de feedback de força ao operador. O novo e aprimorado T-HR3, que a marca irá demonstrar na Exposição Robótica Internacional de 2019 em Tóquio, é agora capaz de executar tarefas mais difíceis, incluindo caminhar de forma mais natural.

Para explicar as novas funções de robóticas da equipa de desenvolvimento e a visão de futuro da Toyota através desta pesquisa, a marca partilha uma entrevista recente com Tomohisa Moridaira, líder da equipa de desenvolvimento do T-HR3 no Japão. Moridaira lidera um grupo de pesquisa e desenvolvimento na sede da Toyota em Tóquio e a sua equipa trabalha também no desenvolvimento dos robôs tipo mascote para Tóquio 2020, que estão a ser desenvolvidos em conjunto com o Comité Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio.

Toyota:
Quais as novidades, neste domínio dos Robôs Toyota?
Explique, o que há de novo no T-HR3?

Moridaira:
Para além de algumas pequenas atualizações ao robô T-HR3, a maior atualização foi adicionar um novo controlador "Master Hand" que permitiu à equipa de desenvolvimento melhorar a maneira como o “Master Maneuvering System” executa tarefas mais delicadas, até ao nível dos dedos. Além disso, conseguimos economizar peso nos braços e pernas para facilitar o controlo do robô.

Toyota:
Por outras palavras, tornou o movimento dos dedos do robô mais preciso e facilitou o controlo do sistema de manobras mestre?

Moridaira:
Sim, o operador coloca os óculos de realidade virtual e vê o que robô vê e senta-se na consola de controlo que apresenta uma espécie de sapatos e braços com luvas. O Robô move-se da mesma forma que o operador.

Toyota:
O que é que acontece se o operador/robô lhe der um aperto de mão?

Moridaira:
O operador sente o toque de cada dedo. É como dedos reais. O operador sente a sensação de apertar as mãos através do movimento do braço. Os modelos anteriores não podiam fornecer feedback para cada dedo assim, mas agora o robô consegue realizar tarefas mais delicadas, como pegar numa moeda.

Toyota:
E andar?

Moridaira:
O operador pode colocar o Robô a andar naturalmente desde início. Não é o mesmo que andar normalmente, mas pode controlar o robot facilmente. O operador está sentado e mexe o pé, e o robô de imediato avança e até muda de direção. Gostaríamos que o operador andasse o quanto quisesse, enquanto o robô mantem o seu equilíbrio e anda corretamente.

Toyota:
Por que é que a Toyota está a desenvolver um robô humanoide?

Moridaira:
Quando consideramos como os robôs serão usados no futuro, acreditamos que haverá muita procura por robôs que façam uso eficaz das articulações, da mesma maneira que os humanos, e que possam operar com segurança mesmo quando estiverem em contato com o mundo ao seu redor.
Nesse tipo de cenário, é vital que esses robôs possuam graus redundantes de liberdade. Escusado será dizer que enfrentamos inúmeros desafios de desenvolvimento, mas acreditávamos que estas tecnologias serão necessárias e, por isso, lançamos o desenvolvimento do robô humanoide com uma forma tipo.

Toyota:
O que significa "graus redundantes de liberdade"?

Moridaira:
É um recurso funcional que oferece flexibilidade ao robô, para que ele possa continuar a trabalhar, sem precisar de suspender as operações. Assim, por exemplo, um braço de robô com muitas articulações pode continuar a funcionar mesmo que algumas dessas articulações parem de funcionar por algum motivo.

Além de compensar algum ponto fraco, ter graus redundantes de liberdade permite uma maior diversidade na maneira como o robô se pode mover, inclusivamente permitindo que ele se mova debaixo de um objeto ou para o lado dele. É interessante ver a diferença na maneira como o robô se move, dependendo da personalidade e das habilidades do operador.

Toyota:
Porque é que o robô precisa ter a forma humanoide?

Moridaira:
Costuma dizer-se que uma forma humanoide é útil porque o robô pode usar as mesmas ferramentas e ambiente que um humano, mas mais um grande motivo é que os humanos acham que é mais fácil controlar robôs em forma humanoide.

Graças à Realidade Virtual (RV), não há dúvida de que as pessoas já experimentaram como é ter seus movimentos representados num mundo virtual. Como uma extensão disso, robôs avatar como o T-HR3, que possuem um corpo real, são capazes de ir além da RV para influenciar fisicamente o mundo real.

Obviamente, ainda temos que superar imensos problemas de desenvolvimento, mas no futuro, as pessoas poderão ampliar a sua capacidade de movimento e experimentar o mundo utilizando robôs avatar remotos - e a capacidade de oferecer novos serviços de mobilidade como este é um objetivo. Num caminho em que a Toyota se transforma numa empresa de mobilidade. Ou seja, a Toyota está a desenvolver o robô humanoide para oferecer novos serviços de mobilidade!

Na CES, em janeiro de 2018, o presidente Akio Toyoda afirmou: "É meu objetivo fazer a transição da Toyota, de uma empresa automóvel para uma empresa de mobilidade, e as possibilidades do que podemos construir, na minha opinião, são infinitas". Os robôs são um exemplo importante.

Em termos gerais, a Toyota pretende fornecer três tipos de serviços de mobilidade através dos seus robôs: o primeiro é "movimento físico", quando humanos e objetos realmente se movem pelo espaço; o segundo é "movimento virtual", quando o corpo ou parte do corpo de um operador é virtualmente movido através de um espaço remoto através de avatares ou agentes - o T-HR3 é uma exemplo disso;

o terceiro é "movimento emocional", pelo qual as duas formas anteriores de mobilidade proporcionam às pessoas novas experiências e encontros e as inspiram emocionalmente - a Toyota também vê isso como uma forma de "movimento".

Para cada uma destas três formas de mobilidade, a Toyota tem uma equipa envolvida no desenvolvimento de robôs.

Uma sociedade em que todos têm um motivo para viver

Toyota:
Quais os desafios atuais e planos futuros?

Moridaira:
Há muitos problemas que precisam de ser resolvidos antes que a Toyota possa começar a fornecer estes novos serviços de mobilidade, como obter graus redundantes de liberdade e desenvolver dispositivos operacionais leves, mas continuaremos a trabalhar para resolver esses desafios o mais rápido possível.

Esperamos que todos fiquem animados com o que o futuro reserva para novos tipos de experiências de mobilidade. Além disso, acreditamos que existem aplicações importantes para questões futuras, como o envelhecimento da população, incluindo o uso de comunicação remota via robô para reduzir o tempo de viagem dos prestadores de cuidados ou ajudando a ampliar a capacidade das pessoas que recebem atendimento para que possam fazer mais de forma independente.

Queremos usar as tecnologias que desenvolvemos para ajudar a criar uma sociedade em que todos possam maximizar o tempo que têm e viver uma vida emocionante. Podem esperar grandes coisas à medida que a Toyota continua a desenvolver robôs parceiros.

Toyota desenvolve robô humanoide T-HR3

Saiba mais sobre...

Toyota é a marca automóvel mais valiosa do mundo segundo o estudo 2020 da BrandZ Toyota é a marca automóvel mais valiosa do mundo segundo o estudo 2020 da BrandZ Toyota é a marca automóvel mais valiosa do mundo de acordo com o relatório BrandZ Top 100 Most Valuable Global Brands 2020. O valor da marca é de 28,3 mil milhões de dólares (25,2 mil milhões de Euros) e está colocada 8 lugares à frente da seguinte marca automóvel. É a única automóvel no Top50. Caetano Auto Santa Maria da Feira vence prémio europeu de excelência atribuído pela Toyota Motor Europe Caetano Auto Santa Maria da Feira vence prémio europeu de excelência atribuído pela Toyota Motor Europe Toyota Motor Europe (TME) anunciou os vencedores do “Ichiban Award 2020”, no qual Portugal foi reconhecido através de Toyota Caetano Santa Maria da Feira. Mais de 2.500 concessionários europeus esforçam-se por prestar um serviço de excelência aos clientes e pela honra de ser um dos 45 vencedores. Toyota lança máquina de revestimento através de estampagem, que reduz significativamente o impacto ambiental Toyota lança máquina de revestimento através de estampagem, que reduz significativamente o impacto ambiental Toyota lança máquina de revestimento através de estampagem, que reduz significativamente o impacto ambiental. A Toyota pretende expandir o uso desta nova máquina, que transforma o processo de revestimento, através da rede Mikado Technos / Kanematsu no Japão. As primeiras seis mensalidades no Yaris e Auris usados são por conta da Toyota As primeiras seis mensalidades no Yaris e Auris usados são por conta da Toyota Toyota Plus, o programa de usados certificados, com financiamento da financeira da marca, vai apoiar os portugueses no pagamento das primeiras 6 prestações no Yaris ou Auris. Por 99€ / mês pode contar com o Yaris 1.0 VVT i de 2018 e 2019 ou por mais 50€ com o Auris 1.4 D-4D de 2017 e 2018.
Toyota oferece acesso gratuito ao THUMS, o software de segurança virtual de corpos humanos Toyota oferece acesso gratuito ao THUMS, o software de segurança virtual de corpos humanos Toyota irá disponibilizar gratuitamente o software de segurança – THUMS (Total Human Model for Safety), a partir de janeiro de 2021. O THUMS é um programa virtual do corpo humano para análise computacional de lesões corporais causadas em colisões de veículos para atingir uma mobilidade mais segura. Toyota lança campanha de check-up de verão Toyota lança campanha de check-up de verão Numa aposta clara na segurança, a Toyota propõe condições aliciantes no após-venda para o regresso à estrada neste período de verão. Oferta de Check-up de verão, que verifica mais de 20 pontos principais de segurança do Toyota e serviço especial de Higienização. PROACE CITY eleva Toyota ao Top 4 no segmento de Veículos Comerciais em maio PROACE CITY eleva Toyota ao Top 4 no segmento de Veículos Comerciais em maio Novo furgão compacto PROACE CITY, lançado em abril, impulsiona a Toyota para o Top 4 na venda de veículos comerciais ligeiros em maio. Com versões de mercadorias e de passageiros e várias combinações de motorização e comprimento, este Toyota insere-se no segmento de furgões de classe 1 de portagem. Toyota é novamente líder na venda de veículos eletrificados em Portugal Toyota é novamente líder na venda de veículos eletrificados em Portugal A Toyota vendeu de janeiro a maio de 2020 em Portugal 1554 viaturas híbridas. Durante os primeiros 5 meses de 2020, a percentagem de Toyota eletrificados representa 64,7% do total de vendas. A Toyota é líder na venda de veículos eletrificados desde 2014
Configurações de Cookies

A Toyota usa cookies no site para lhe poder fornecer um serviço mais completo e funcional. Se está satisfeito com atuação, continue a usar o site normalmente ou descubra como alterar as suas configurações de cookies aqui.