Duplo pódio da TOYOTA GAZOO Racing no Rali da Grã-Bretanha

aumenta a liderança no campeonato de construtores

A TOYOTA GAZOO Racing aumentou a sua vantagem no topo da classificação do campeonato de construtores após um duplo pódio no Rali da Grã-Bretanha no País de Gales: o quarto evento consecutivo, onde dois Toyota Yaris WRC terminam entre os três primeiros. Jari-Matti Latvala empenhou-se numa emocionante luta pela vitória, terminando em segundo lugar, com Esapekka Lappi em terceiro.

O Rali da Grã-Bretanha, a antepenúltima prova do campeonato, teve início na sexta-feira à noite com a super especial noturna de 1,7 km, em Tir Prince Raceway na costa norte do País de Gales. Esapekka Lappi foi o piloto mais rápido, 0,3 segundos à frente de Jari-Matti Latvala, que empatou em segundo lugar com outro piloto.

Ott Tänak garantiu que os três Toyota estivessem entre os cinco primeiros a apenas 0,9 segundos do vencedor Lappi.

A manhã de sexta-feira revelou-se desafiante devido à lama muito escorregadia. Ott Tänak, chegou motivado à Grã-Bretanha após três vitórias consecutivas no mundial de ralis e começou o dia a imprimir um forte ritmo, nas rápidas e por vezes estreitas pistas da floresta do norte de Gales.

Na parte da tarde, foi novamente o mais rápido em 2 especiais - apesar de um furo na segunda - terminando o dia em primeiro lugar com quase meio minuto de avanço para o seu rival mais próximo. Depois de terem começado bem o dia, tanto Latvala como Lappi foram melhorando o seu ritmo ao longo do dia, evoluindo a afinação dos seus Yaris WRC.

Latvala terminou o dia em terceiro a apenas 2.5 segundos do segundo classificado, e Lappi em quarto da geral, a apenas 4.6 segundos do seu colega Finlandês.

No sábado, as equipas enfrentaram o dia mais longo da prova, com 150 Km cronometrados, sem passagem pela assistência e divididos em nove etapas no centro do País de Gales. Durante o circuito matinal de cinco etapas, Ott Tänak aumentou sua vantagem para 48 segundos, mas devido a um dano no radiador em SS16 foi obrigado a parar para evitar danos ao motor do Yaris WRC.

Vendo assim goradas as suas aspirações a mais uma vitória no mundial de ralis.

No sábado, as equipas enfrentaram o dia mais longo da prova, com 150 Km cronometrados, sem passagem pela assistência e divididos em nove etapas no centro do País de Gales. Durante o circuito matinal de cinco etapas, Ott Tänak aumentou sua vantagem para 48 segundos, mas devido a um dano no radiador em SS16 foi obrigado a parar para evitar danos ao motor do Yaris WRC.

Vendo assim goradas as suas aspirações a mais uma vitória no mundial de ralis.

No domingo, Latvala conseguiu uma excelente vitória na especial no início da manhã (SS20), levando-o à primeira posição. Continuou a lutar até o final e terminou a apenas 10,6 segundos da vitória, para conquistar o seu terceiro pódio, nos últimos quatro ralis.

Lappi começou o dia com uma margem de apenas 1,7 segundos sobre o piloto em quarto lugar, mas imediatamente aumentou a sua vantagem ao vencer SS19. Terminou o rali com mais de meio minuto de diferença para quarto lugar para alcançar a sua terceira subida ao pódio em cinco provas.

Com os resultados de Latvala e Lappi, a TOYOTA GAZOO Racing amplia a liderança no campeonato de construtores para 20 pontos.

Depois de ser forçado a desistir no sábado à tarde, Ott Tänak recomeçou (em Rally 2) no domingo e conquistou quatro pontos, ficando em segundo lugar com Latvala na Power Stage (SS20). Com dois ralis ainda para pontuar, o Estónio fica a 21 pontos da liderança do campeonato de pilotos.

Citação no último dia do Rali da Grã-Bretanha:

Tommi Makinen (Diretor da Equipa):

“Assistimos hoje a uma luta brilhante de Jari-Matti. Fez tudo o que podia, mas parece que Ogier estava um pouco forte demais desta vez. É bom ver duas duplas nossas no pódio novamente, e este resultado significa que estamos no bom caminho no campeonato dos construtores. Obviamente, ainda estamos desapontados com o que aconteceu com Ott no sábado.

Torna a luta pelo título de pilotos mais difícil, mas ainda há muitos pontos disponíveis e ele é claramente o piloto mais forte agora, por isso tudo ainda pode mudar. Acredito que nada será decidido até à última prova na Austrália.”

Classificação final do Rali da Rali da Grã-Bretanha  (Domingo - para mais informação: www.wrc.com)

1 Sebastien Ogier/Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC) 3h06m12.5s
2 Jari-Matti Latvala/Miikka Anttila (Toyota Yaris WRC) +10.6s
3 Esapekka Lappi/Janne Ferm (Toyota Yaris WRC) +35.1s

4 Craig Breen/Scott Martin (Citroen C3 WRC) +1m10.4s
5 Thierry Neuville/Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) +1m14.4s
6 Andreas Mikkelsen/Anders Jaeger (Hyundai i20 Coupe WRC) +1m15.9s
7 Hayden Paddon/Seb Marshall (Hyundai i20 Coupe WRC) +1m18.4s
8 Mads Ostberg/Torstein Eriksen (Citroen C3 WRC) +1m21.6s
9 Kalle Rovanpera/Jonne Halttunen (Skoda Fabia R5) +9m14.7s
10 Pontus Tidemand/Jonas Andersson (Skoda Fabia R5) +10m48.9s
19 Ott Tänak/Martin Järveoja (Toyota Yaris WRC) +20m38.9s

Duplo pódio da TOYOTA GAZOO Racing no Rali da Grã-Bretanha

Saiba mais sobre...

TOYOTA GAZOO Racing, com Nasser Al-Attiyah, termina o Dakar 2020 em segundo TOYOTA GAZOO Racing, com Nasser Al-Attiyah, termina o Dakar 2020 em segundo O Rali Dakar 2020 chegou ao fim com Nasser Al-Attiyah da TOYOTA GAZOO Racing e o navegador Mathieu Baumel a subir ao 2º lugar do pódio. A dupla, aos comandos da Toyota Hilux, após cerca de 5.000 quilómetros cronometrados pela Arábia Saudita, terminaram a 6 minutos e 21 segundos do 1º classificado. Toyota avança para o futuro da mobilidade a hidrogénio com segunda geração do Mirai Toyota avança para o futuro da mobilidade a hidrogénio com segunda geração do Mirai Toyota avança para o futuro da mobilidade a hidrogénio com 2ª geração do Mirai com um aumento da autonomia até 30%. Com 3 depósitos e um sistema de pilha de combustível eficiente, o elétrico zero emissões, da Toyota é um FCEV – Fuel Cell Electric Vehicle que garante superior dinâmica e a eficiência Toyota RAV4 Plug-in, o novo topo de gama híbrido da marca Toyota RAV4 Plug-in, o novo topo de gama híbrido da marca Toyota RAV4 Plug-in com sistema híbrido de carregamento externo, com 306 cv, 0-100 km/h em 6,2 s, Emissões CO2 de 29 g/km. O SUV da Toyota é o melhor na categoria em termos de autonomia elétrica (EV) permitindo circular em modo 100% elétrico durante mais de 60 km. Vendas no segundo semestre 2020 Toyota anuncia a primeira extensão da gama desportiva GR Supra, com o motor 2.0L Toyota anuncia a primeira extensão da gama desportiva GR Supra, com o motor 2.0L Toyota GR Supra com novo motor a gasolina 2.0L Turbo, 258 cv, 400 Nm de binário e uma aceleração 0-100 km/h em 5,2 segundos. Motor mais leve e compacto, poupa 100 kg, melhorando as características de inércia, para além de uma distribuição de peso perfeita de 50:50. Início das vendas em março 2020.
Configurações de Cookies

A Toyota usa cookies no site para lhe poder fornecer um serviço mais completo e funcional. Se está satisfeito com atuação, continue a usar o site normalmente ou descubra como alterar as suas configurações de cookies aqui.

OK