Localizar um Concessionário Marcar um Test-drive Configure o seu Toyota O Meu Toyota

Toyota promove mesa redonda "Cidade Sem Carros e Fiscalidade Verde"

Na qual reuniu a Associação do Comercio Automóvel de Portugal

A Toyota Caetano Portugal promoveu uma mesa redonda subordinada ao tema "Cidade Sem Carros e Fiscalidade Verde", na qual reuniu a Associação do Comercio Automóvel de Portugal (ACAP), representada por António Cavaco, a Associação de Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (Quercus) presente pela voz de Mafalda Sousa, assim como Sousa Campos, diretor da divisão de marketing e vendas da Toyota Caetano Portugal.

09-12-2014

A Toyota Caetano Portugal promoveu uma mesa redonda subordinada ao tema "Cidade Sem Carros e Fiscalidade Verde", na qual reuniu a Associação do Comercio Automóvel de Portugal (ACAP), representada por António Cavaco, a Associação de Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais (Quercus) presente pela voz de Mafalda Sousa, assim como Sousa Campos, diretor da divisão de marketing e vendas da Toyota Caetano Portugal. A este painel de oradores marcaram presença de diversos Órgãos de Comunicação Social das mais variadas vertentes.

Após algumas horas de produtivo debate foram constatadas muitas ideias, as quais anexamos, contudo deixamos uma versão resumida.

Toyota promove mesa redonda - Teste
Toyota promove mesa redonda - Teste
  • Cidades sem carros é algo utópico e que não faz sentido, pois a mobilidade é fundamental para o desenvolvimento económico e social e os veículos automóveis são um elemento imprescindível para esse desenvolvimento e criação de riqueza. Existe, sim, a necessidade de encontrar um plano global de mobilidade, em Portugal.
  • O nível médio das emissões das viaturas vendidas em Portugal é dos mais baixos da Europa devido ao fraco poder económico do País e consequente falta de poder de compra dos consumidores para aquisição de viaturas de segmentos superiores e não devido a uma apurada consciência ambiental e suposto bom comportamento ambiental.
  • A rede rodoviária é excecional, com elevado número e densidade de autoestradas, mas falta um plano rodoviário para as cidades. O problema não está nos automóveis, mas na gestão da mobilidade e do espaço urbano (exemplo dado por António Cavaco – cidades do norte da Europa, com elevada densidade automóvel por habitante e trânsito fluido e regulado, versus Luanda, com pouca densidade automóvel e trânsito caótico).
A nossa política de privacidade

Utilizamos cookies no nosso site para lhe prestarmos um melhor serviço.  Se concorda, continue a usar o site, ou então veja como gerir as cookies.