João Ramos, piloto da Team Caetano Racing, compete atualmente no Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno.

Ao volante da Toyota Hilux

Depois de vários anos em competição com um Toyota RAV4, o piloto português aborda a nova época com uma confiança renovada ao volante de uma Toyota Hilux. Sendo um verdadeiro todo-o-terreno, pronto para enfrentar qualquer adversidade, a Hilux confere uma maior fiabilidade e proporciona ao piloto todas as condições para uma melhor condução, em qualquer circunstância - temperaturas agrestes, desfiladeiros rochosos e até lama grossa. A experiência de João Ramos aliada à resistência da Hilux, permite ao piloto abordar cada competição com a aspiração de atingir o lugar mais alto do pódio.

João Ramos, um currículo de Competição

Natural de Vila Nova de Gaia, o condutor de 42 anos compete desde 1992 e, da terra ao asfalto, o sucesso tem sido constante.

  • Iniciou a carreira desportiva em 1992 no Autocross, em que obteve o 5º lugar, com um Toyota Starlet 1.3 Turbo.
  • Em 1994 dividiu-se pelo asfalto e pela terra, onde se sagrou Campeão Nacional de Ralis na classe 1.6 cc com o Toyota Corolla GTi 16V e Vice-Campeão Nacional de Ralis Iniciados.
  • Em 1997 participou com o Toyota do Troféu Carina E, no Circuito da Guia, em Macau, onde obteve o 2º lugar da geral.
  • O decénio compreendido entre 1998 e 2008 viu João Ramos fazer parte do pelotão do todo-o-terreno. Por diversas vezes subiu ao Pódio, tendo conquistado em 1999 e 2000 o Título de Marcas com o Toyota Land Cruiser.
  • Na temporada de 2004-2005, ao volante do RAV4, ficou em 2º lugar, com o mesmo número de pontos do primeiro, na classificação de Condutores Diesel do Troféu Ibérico de TT.
  • Faz parte do seu currículo uma excelente prestação na Baja de Aragon, com o 4º lugar da geral, sendo 1º nos Diesel e o 1º Português.
  • Em 2009, Ramos regressou às competições no asfalto, num Toyota Starlet 1.3 de Grupo 2, no Campeonato de Portugal de Clássicos de 1.3, sagrando-se Campeão H81 e Vice-Campeão da geral.
  • 2010 foi uma temporada muito difícil no Campeonato de Portugal de Clássicos de 1.3, na qual alcançou a 3ª posição final no H81 e 5º da geral, apesar de todas as contrariedades.
  • Em 2011, participou no Campeonato de Espanha GT, alcançando a 4 posição da geral, com o Ferrari 458 e 430 GT2.
  • 2013 viu João Ramos sagrar-se Vice-Campeão do Campeonato de Portugal GT, alcançando o 2º lugar geral com o Audi R8 GT3.
  • Em 2014, a dupla João Ramos e Vítor Jesus volta ao Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno, estreando a Toyota Hilux Dakar na Baja Portalegre 500. Juntos, alcançam o 4º lugar do Campeonato.
  • Em 2015 João Ramos e Victor Jesus, conduzem a Toyota Hilux ao 4º lugar do exigente Campeonato de Nacional de Todo o Terreno. Também este ano João Ramos foi o 3º Português no Campeonato do Mundo de Todo o Terreno.
Team Caetano Racing

Comunicados das provas 2016.

Baja Rota do Douro 2016

João Ramos e Vitor Jesus vencem a “Baja TT Rota do Douro” 2016

Numa clara demonstração da velocidade e competitividade a dupla portuguesa João Ramos e Vítor Jesus, aos comandos da Toyota Hilux -Team Caetano Racing, venceu a Baja TT Rota do Douro, prova essa que conta para o Campeonato Nacional de Todo-o-terreno e para a Taça Ibérica de Todo-o-terreno.

Nesta primeira prova, a dupla impôs-se logo no prólogo, batendo a concorrência e mostrando desde cedo a vontade de vencer. “Ainda hesitei se devia tentar atacar logo no prólogo, ou se era preferível não ser o primeiro a abrir os troços no dia seguinte, onde deixamos as nossos trilhos bem marcados e por isso uma vantagem para quem nos persegue. Mas acabei por decidir atacar a fundo e assumir a responsabilidade de abrir a estrada no dia seguinte, numa opção que segundo o próprio não foi fácil de tomar, comentou João Ramos.

No segundo dia de manhã, após o CP1, devido à falta de binário da sua Hilux a gasolina face aos motores Diesel dos seus adversários, caíram para terceiro lugar, no entanto no segundo setor seletivo a dupla recuperou a liderança numa prova inequívoca de consistência, num terreno muito difícil, duro e traiçoeiro, exigindo uma concentração elevadíssima.

“Estou muito satisfeito com o nosso desempenho nesta prova. Demonstramos como estamos competitivos para esta época e começamos da melhor maneira. Tem sempre um significado especial conseguir vitórias, mas esta em particular é motivo de grande alegria uma vez que parte e termina na minha terra natal, aqui em Gaia”. Comentou João Ramos no final da prova.

Rali TT de Reguengos de Monsaraz 2016

A dupla João Ramos / Victor Jesus fez o melhor tempo no Prólogo e assumiu a liderança do Rali TT de Reguengos de Monsaraz - Capital dos Vinhos de Portugal em que apenas um furo impediu de vencer o mesmo, tendo terminado no 3º lugar.

Após a vitória na Baja TT Rota do Douro, primeira prova a contar para a Taça Ibérica de Todo-o-terreno e para o Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2016, a dupla portuguesa aos comandos da Toyota Hilux - Team Caetano Racing, impôs-se logo nos 10km do prólogo desta segunda prova do Campeonato, batendo a concorrência por cerca de 8 seg.

Com efeito já no segundo dia continuou a imprimir um bom ritmo, onde reforçou a liderança com uma vantagem de mais 30segs, mas quando faltavam cerca de 45km para o final do primeiro setor seletivo, a troca do pneu veio comprometer irremediavelmente as legitimas aspirações de repetir a vitória da equipa.

"Apesar de sermos os mais rápidos no prólogo e do bom arranque nesta prova, no final do primeiro setor seletivo com a troca do pneu, perdemos algum tempo e também a liderança, terminando o 1ºSS no 3ºlugar.

No entanto, sabendo que seria difícil de alcançar a vitória não deixamos de atacar a 2ª posição no segundo setor seletivo, mas no momento em que já havia anulado a diferença para o Alejandro Martins, em Toyota Hilux, tivemos o azar de nos perdermos cerca de 2km por erro do roadbook tendo perdido cerca de 1min, alcançando mesmo assim um lugar no pódio. Com este resultado mantemos a liderança do Campeonato.


Comentou João Ramos no final da prova.

A próxima jornada do Campeonato Nacional Todo-o-Terreno, será no Algarve nos próximos dia 28 e 29 de Maio, com a realização da Baja TT de Loulé.


Comunicados das provas 2015.

Baja de Portalegre 2015

João Ramos e Victor Jesus apontam à vitória na Baja Portalegre 500

A dupla portuguesa, João Ramos e Victor Jesus aos comandos da Toyota Hilux está motivada e preparada para a Baja Portalegre 500, que se realiza nos próximos dias 23 e 24 de Outubro. Tendo como objetivo a vitória nesta mítica prova de Todo-o-Terreno, que se encontra integrada no calendário da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno FIA 2015, João Ramos está confiante numa prova que se apresenta com um traçado totalmente novo.

João Ramos e Victor Jesus estão motivados para a Baja Portalegre 500, tendo como objetivo a vitória. A última prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2015 também se encontra integrada calendário da Taça do Mundo de Todo-o-Terreno FIA, apresentando uma extensa lista de pilotos de elevada experiência e competitividade. Apesar de se esperar uma prova dura, João Ramos está confiante numa boa performance.

“Vou estar empenhado em conseguir subir ao lugar mais alto nesta edição da Baja de Portalegre 500. É uma prova que normalmente aflui muito público, e por isso vou tentar retribuir o apoio com um bom espetáculo. Para além da lista de inscritos que integram a Taça do Mundo de Todo-o-Terreno, este ano, contamos com um percurso totalmente novo o que é bom para o espetáculo e para a competitividade!” comentou João Ramos.

A Baja Portalegre 500 inicia-se no próximo dia 23 de Outubro, com o Prólogo de 5 km durante a manhã, seguindo-se um setor seletivo (SS), de 85 km da parte da tarde.

No sábado, dia 24 outubro, a organização reservou mais 2 SS que totalizam 350 km divididos entre 150 km do 3ºSS e mais 200 km do 4º SS.

Baja de Idanha a Nova 2015

João Ramos e Victor Jesus perderam na secretaria depois de terem dominado por completo a Baja TT Idanha-a-Nova.

Numa Baja extremamente disputada pelos lugares cimeiros e apesar de João Ramos e Victor Jesus na Toyota Hilux terem sido os mais rápidos no prólogo e nos 356 km dos setores seletivos, uma dualidade de critérios na aplicabilidade do regulamento das Prescrições Específicas de Todo-o-Terreno 2015, levaram uma penalização de 2 horas, tendo sido retirado a vitória à dupla.

“Foi uma prova dura, em que estivemos sempre ao ataque e assim conseguimos vencer no terreno, contudo a penalização deitou por terra todo o trabalho da equipa.
Venho manifestar a minha estranheza e desagrado pela dualidade de critérios aplicada pelos comissários do posto de controlo de entrada na ZA após a 1ª SS no Sábado dia 12 de Setembro de 2015, no decorrer da última edição da Baja TT Idanha-a-Nova organizada pela Escuderia de Castelo Branco.”

Na prova, ao aproximarem-se do posto de controlo e apesar de circularem a velocidade reduzida, não conseguiram parar na delimitação do referido espaço, dado virem com problemas de travões detetados no final da especial, obrigando a bombear várias vezes para estes atuarem, e o carro só se imobilizou uns escassos metros após a placa de final de zona de controlo, ficando mesmo assim, à vista dos controladores.

Assim, o Victor saiu do carro e dirigiu-se à mesa dos controladores aos quais explicou o sucedido e estes atribuíram-lhes o tempo correto de passagem na carta, assim como no cronómetro de fita, 12h 31m. Após cerca de 4 horas de assistência e reagrupamento, partiram para o segundo setor.

No final do dia, após o final da prova, à entrada do último controlo o Diretor de Prova dirigiu-se à equipa, mostrando um relatório dos referidos comissários de posto, em como não tinham cumprido os procedimentos normais de controlo e que nas suas funções de direção teria comunicado ao CCD e seriam obrigados a atribuir-lhes uma penalização de 2 horas.

A última prova do Campeonato Nacional de Todo-o-Terreno 2015 vai-se realizar dias 22 a 24 de Outubro, com a célebre Baja Portalegre 500, prova que integra a Taça do Mundo de Todo-o-Terreno.

BTT de Idanha a Nova
Baja de Idanha a Nova 2015

Baja de Aragon 2015

Joao Ramos estreia nova Toyota Hilux na Baja de Aragon 2015

João Ramos e Victor Jesus vão estrear a nova Toyota Hilux na Baja de Espanha "Aragon" 2015, prova que pertence à Taça do Mundo de Todo-o-Terreno. Com cerca de 860 quilómetros, dos quais 675,80 quilómetros distribuídos por um prólogo que se realiza na sexta-feira e 3 setores seletivos, 2 no Sábado e 1 no Domingo vão ser palco da adaptação da dupla portuguesa à nova pick up Toyota.

A estreia da nova Hilux acontece com uma lista de inscritos altamente competitiva, contando com 78 inscritos, incluindo o atual Campeão Valdimir Vasilyev e o Vice-Campeão Nasser Al Attiya, assim como, o piloto de ralis Mikko Hirvonen.

João Ramos comentou, "Vamos participar nesta Baja da Taça do Mundo com dois objetivos. A adaptação e desenvolvimento da nova Hilux, uma vez que esta conta com suspensão independente atrás, o que a torna mais eficaz, no entanto é necessário realizar muitos quilómetros para nos adaptar à sua nova dinâmica. O outro objetivo é levar a marca dos meus patrocinadores além-fronteiras", rematou.

Team Caetano Racing
Baja TT Aragon 2015

Baja TT Oleiros 2015

"Odisseia" de João Ramos e Victor Jesus na da Baja TT Oleiros leva dupla a recuperar 16 posições e terminar no Pódio

João Ramos e Victor Jesus terminaram na 3ª posição na Baja TT Oleiros / Proença / Mação, após uma fantástica recuperação de 16 posições. Com um início muito complicado, onde um percalço durante o prólogo obrigou a dupla a arrancar na 19ª posição, Ramos e Jesus encetaram uma recuperação que teve como resultado a subida ao pódio, após enfrentar condições muito difíceis de elevadas temperaturas e muito pó.

O piloto de Gaia afirmou: "Esta prova resume-se a uma verdadeira odisseia! Começamos com a 1ª passagem pelo prólogo na qual, ao contrário do habitual, optei por não atacar tendo terminado na 4ª posição. Como o objetivo era arrancar na 2ª posição, ataquei um pouco mais na 2ª passagem, mas, infelizmente e sem qualquer aviso numa curva lenta a Hilux tombou muito devagar não apresentando nenhum dano relevante.

Neste momento queria agradecer à dupla Alexandre Mota/Luís Mateus que pararam para nos ajudar, permitindo terminar o prólogo. Sem a ajuda deles seriamos obrigados a desistir. Com esta situação arrancamos na 19ª posição."

Já relativamente aos setores seletivos acrescentou, "Tínhamos consciência das dificuldades que iriamos enfrentar pois, sendo a Hilux mais competitiva face às outras classes a progressão ia ser muito difícil, não só pelo pó que enfrentamos à medida que nos íamos aproximando dos outros concorrentes, mas também pelo calor.

De uma forma geral todos tiveram um excelente comportamento desportivo, pois quando nos aproximávamos cediam a passagem. Esta situação reforça, uma vez mais um pedido que eu e todos os outros concorrentes temos vindo a manifestar, para que a Federação adote o sistema Sentinel. Não só permite uma ajuda na verdade desportiva, como mais importante, a segurança de todos."

"Terminado o 1º Setor na 5ª posição e tendo já realizado uma excelente recuperação, continuamos na luta quando já era muito difícil, atendendo ao pó que teríamos que enfrentar, mas mesmo assim continuamos a lutar, tendo subido até à 4ª posição, antes da neutralização.

No momento em que se dá a neutralização, a cerca de 50 km para o fim, provocado pelo bloqueio de estrada do carro do Miguel Barbosa/Miguel Ramalho, apesar de ter passado por eles os carros de Nuno Matos/Filipe Serra e de Hélder Oliveira/Nuno Silva, todos os pilotos acabaram por estar parados cerca de 1h esperando uma decisão oficial da organização.

Durante esse tempo todos estivemos sob um calor tórrido, estávamos exaustos atendendo á exigência da prova, ao muito pó que todos nós sentimos e já tínhamos cumprido mais de 2/3 da prova sempre sob elevados níveis de stress e adrenalina. Tendo em conta as circunstâncias, com a enorme quebra de ritmo devido à longa paragem, não me parece que estivessem reunidas as condições de segurança para dar continuidade à prova.

No final imperou o bom senso e a organização acabou por findar a Baja pois percebeu o estado físico e psíquico dos pilotos não oferecia confiança e sobretudo não estavam reunidas as condições de segurança.".

O Campeonato Nacional de Todo o Terreno 2015 faz uma pequena pausa, regressando nos próximos dias 11 e 12 de Setembro, com a realização da Baja TT Idanha-a-Nova.

Rali TT Vinhos CARMIM 2015

A dupla João Ramos / Victor Jesus fez o melhor tempo no Prólogo e assumiu a liderança do Rali TT Vinhos CARMIM em que apenas um furo impediu de vencer o mesmo, tendo terminado no 2º lugar.

Nesta segunda prova do Campeonato, a dupla impôs-se logo nos 10km do prólogo, batendo a concorrência por mais de 10seg. "Ainda hesitei se devia tentar atacar logo no prólogo, ou se era preferível não ser o primeiro a abrir os troços no dia seguinte, onde deixamos as nossos trilhos bem marcados e por isso uma vantagem para quem nos persegue.

Mas acabei por decidir atacar a fundo e assumir a responsabilidade de abrir a estrada no dia seguinte, numa opção que segundo o próprio não foi fácil de tomar, comentou João Ramos.

Com efeito já no segundo dia e quando até já tinha conseguido aumentar a ventagem, já muito perto do final do primeiro setor seletivo, um furo veio comprometer irremediavelmente as legitimas aspirações a conseguir a primeira vitória da equipa. A queda para o terceiro lugar, fez com que o piloto redefinisse a estratégia para o resto da prova, que passava por tentar alcançar rapidamente o segundo classificado.

"A única hipótese de conquistar a vitória seria ultrapassando o Miguel Barbosa em pista o que seria muito difícil e arriscado, até porque hoje em dia não existe o Sentinel de outrora, que avisava os pilotos que existiam carros muito juntos imediatamente atrás".
Como tal João Ramos / Victor Jesus decidiram e foram bem sucedidos na luta com o Hélder Oliveira pelo segundo lugar.

No final do Rali, João Ramos ainda comentou o triste episódio do acidente com o Quad "lamento profundamente o acidente que vitimou o jovem Bruno Ferreira que era um amante do desporto motorizado como todos nós. É um momento de grande tristeza e de pesar pelo sucedido e quero pessoalmente apresentar as minhas condolências à família e amigos mais chegados".

A próxima jornada do Campeonato Nacional Todo-o-Terreno, será o "Baja TT Cidade Europeia do Desporto – Loulé", a disputar a 30 e 31 de Maio.

Veja aqui o vídeo da participação de João Ramos/Victor Jesus no Rali TT Vinhos CARMIM

Baja Rota do Douro 2015

A segunda etapa da Baja Rota do Douro 2015, foi madrasta para a dupla do Team Caetano Racing.

Logo por volta dos 15km da etapa desta manhã e quando imprimiam um ritmo forte, de modo a aumentar a diferença para o segundo classificado, João Ramos e Vítor Jesus foram forçados a desistir, porque o crenco da direção partiu.

Um forte revés às intenções de João Ramos conforme o próprio comentou "é inacreditável, tudo estava a correr na perfeição, estávamos a andar muito forte, mas com muita confiança, até que de repente fiquei sem direção. A peça onde o tirante da caixa de direção liga à manga de eixo partiu e por isso fiquei com o volante solto. Verificamos mais tarde que a peça em causa apresentava defeito (conforme fotografia em anexo comprova) que não foi provocado por qualquer pancada, mas sim por material desgastado".

João Ramos ficou muito desapontado com este azar, mas já pensa na próxima prova, pois conforme o próprio já assumiu, "podem contar connosco na luta pelo campeonato".

O Campeonato 2015 segue a 1 e 2 de Maio com a "Vinhos Ervideira Rali TT" no qual João Ramos e Vitor Jesus se assumem como candidatos à vitória.

Saiba mais sobre...

A nossa política de privacidade

Utilizamos cookies no nosso site para lhe prestarmos um melhor serviço.  Se concorda, continue a usar o site, ou então veja como gerir as cookies.